Horário de atendimento


De segunda a sexta de 8h às 20h | Sábado de 10h ás 14h

Não corra o risco de ter trombose em viagens longas

Publicado por Gisele Bicalho em 21 de dezembro de 2017

Nos últimos dias, a internação da atriz Susana Vieira chamou a atenção para uma doença que em 50% dos casos não apresenta sintoma algum: a trombose venosa.

Se você está de férias e programou uma viagem mais longa, então é bom ficar atento aos fatores de risco, aos sintomas e às medidas de prevenção.

Fatores de risco – Pessoas que já tiveram câncer, quem já realizou alguma cirurgia ortopédica, pessoas acima do peso ou com alguma imobilidade, entre outros fatores, podem acarretar o surgimento da trombose venosa.

As mulheres que combinam o consumo de cigarros com anticoncepcionais ficam ainda mais vulneráveis à doença. Pessoas com problemas de circulação também estão propensas ao surgimento da trombose venosa.

Sintomas – Vermelhidão nas pernas, dor, calor e inchaço na região. Se durante a viagem algum desses sintomas aparecer, procure logo atendimento médico, pois um dos grandes problemas da trombose venosa é o surgimento da embolia pulmonar.

Prevenção – Use meias elásticas, tome bastante água e faça massagens nas pernas. O ideal é usar roupas e sapatos confortáveis. O jeans deve ser evitado, pois esse tipo de tecido prende a circulação em viagens longas. Ande nos corredores do avião ou ônibus a cada duas horas e se estiver viajando de carro, pare a cada duas horas para se movimentar

(A atriz deve receber alta médica nesta quarta-feira. Foto: Mauricio Fidalgo/Rede Globo/Divulgação)